Minha Luta (Mein Kampf) Resposta

dvd_6327.jpg Esta semana, quando retornei para Manaus/Am de férias, resolvi iniciar a leitura de um livro que não fosse jurídico, pois não queria ocupar a mente com nada que me fizesse lembrar o trabalho diário  (o que não significa que não gosto de meu labor). Com este propósito fui até uma conhecida livraria . Na procura,  chamou-me a atenção o livro “Minha Luta” de Adolf Hitler. Interessado, dirigi-me ao caixa, quando, de repente, causando constragedora surpresa, deparei-me com várias pessoas observando-me com o olhar reprovador, o que me levou a procurar imaginar os seus pensamentos: Seria este senhor um defensor das idéias deste homem? Como poderia alguem interessar-se por este tipo de leitura? Incontestavelmente,  trata-se de um dos maiores genocidas da história da Humanidade. Contudo, seu livro, escrito em 1924 durante sua prisão em Munique (fruto da tentativa de um golpe militar), apresenta, em vários pontos, inesperada lucidez política-sociológica (em especial sua posição sobre o parlamento, a desigualdade social …) Como entender as razões da segunda grande guerra sem a analise  da ideologia de seu principal protagonista e vilão. Que argumentos utilizou este homem e por quais razões encontraram campo fértil nos germânicos? Não me ajusto ao entendimento de que toda lembranca ou obra de Hitler deva ser banida, proibida, tornada inacessível. Se sou contra o ideário marxista devo abster-me de qualquer leitura pertinente? Se não comungo de determinado posicionamento religioso, econômico, político ou social, devo execrá-lo,  sem ao menos conhecê-lo? Não se pode criticar o desconhecido sob pena de tropeçar em claudicantes  argumentos.  Hitler ascendeu a sua “majestosa” posiçao de Fuhrer, por razões sociais: fome,  doenças, desemprego, exploração econômica dos marginalizados (a base da pirâmide social),  e com um discurso nacionalista (racial)/socialista, convenceu as massas que o nazismo seria a panáceia. E hoje, mudou muita coisa em relação ao menos favorecidos? Diante de doenças como a tuberculose, sifílis, câncer, etc, foram necessários acurados estudos com o escopo de  descobrir/entender a cura,  a patogenia, ou amenizar os seus efeitos. Hitler e o nazismo foram efeitos da patologia social, por isso devemos estudar, pesquisar a sua cura (utopia?) ou amenizar os seus efeitos, buscando toda informação disponível para que não nos deparemos no futuro com um novo reich.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s