Paraíba, o paraíso que eu “desconhecia” 1

Uma das coisas que mais gosto de fazer é viajar. Conhecer novos lugares. Novas belezas.

Já tinha visitado quase todos os Estados do nordeste, com exceção da Paraíba e de Sergipe.

Nas férias, as opções eram Ceará e Rio Grande do Norte (minhas preferências).

Com relação a Paraíba, pouco havia escultado sobre suas praias e opções turísticas.

Como estou trabalhando em Recife e nos finais de semana posso exercer o meu direito de “ir e vir”, resolvi pegar a estrada e conhecer a chamada “Porta do Sol”  ( devido ao fato de no município estar localizada a “Ponta do Seixa”, que é o ponto mais oriental das Americas).

A distância não era longa: 120 km.

Sai de Recife na sexta-feira à noite e ao chegar já comecei observando o quanto a cidade era enfeitada pelo verde natureza. Com verdadeiros “bosques de mangabeiras”, cujo fruto conheci em Humaitá/AM e o doce passei a apreciar.

Nos dois dias que fiquei conheci sete praias belíssimas e no domingo, ao final da tarde, tive a oportunidade de emocionar-me na “Praia do Jacaré”, e ver o pôr-do-sol ao som do “Bolero de Ravel”.

Sai de João Pessoa encantado. Com vontade de voltar em todos os finais de semana seguintes.

Uma certeza tenho (e já esta autorizado pela esposa), ano que vem voltarei com a família, não para passar 2 ou 3 dias, mas aproveitá-la  por todo o período de férias.

Por fim, faço um auto-questionamento: adoro Manaus (minha cidade), mas o que  minha avó Maria veio fazer aqui, deixando para trás  o seu paraíso?

Um beijo! Minha saudosa e  paraibana”vovó Maria”.

João Pessoa (vista da varanda do hotel)

João Pessoa (vista da varanda do hotel)

Praia de Coqueirinho

Praia de Coqueirinho

Um Comentário

  1. George,

    Por experiência própria (origem: Natal-RN), posso dizer que, conquanto paisagisticamente belíssimas, as capitais do Nordeste são cidades com graus de dificuldade de colocação profissional e de saturação de mercado de trabalho/concursos públicos muito maiores que as capitais da região Norte.

    Entre os emigrantes nordestinos, há uma verdade-sabida que diz: “as capitais nordestinas são boas para se ‘gastar’ dinheiro (férias), mas não, para ‘ganhá-lo’, no dia-a-dia”.

    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s