O atentado terrorista de 11 de Setembro (A Profecia de Daniel) 80

No dia 11 de setembro de 2001,  o mundo testemunhou um dos maiores atos de covardia e intolerância religiosa da história. 19 fanáticos do grupo islâmico Al-Qaeda sequestraram quatro aeronaves comerciais  e intencionalmente arremessaram duas  contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Manhattan, Nova Iorque.

O ataque ceifou 2.996 vidas.

Hoje (11/09/2010), vários documentários estão sendo exibidos no “History Channel” revelando os momentos mais marcantes da tragédia: Hotel Ground Zero, 102 Minutos que Mudaram o Mundo, O Homem que Previu o 11 de Setembro e O Milagre da Escadaria B.

“O Homem que Previu o 11 de Setembro” narra a vida de Rick Rescorla, vice-presidente de segurança da Morgan Stanley/Dean Witter, a maior instituição financeira do WTC. Sabendo dos riscos que o prédio corria, por seu simbolismo e pela sua fama, Rescorla se preparou para um possível desastre. Ele treinava simulações de incêndio, evacuações e procedimentos de emergência, mantendo-se sempre atento. Tendo na tragédia, colocado em prática tudo o que aprendeu.

Rick Rescoria não teve uma profecia, mas uma forte intuição dos riscos que as torres corriam diante do terrorismo (vale lembrar que em 26/02/1996 o WTC sofreu um ataque a bomba).

A Profecia seria um relato, muitas vezes com conotação religiosa, no qual se prevê acontecimentos futuros. A previsão profética poderia surgir por visões, sonhos ou até mesmo por meio de encontros com seres sobrenaturais, sendo muitas vezes considerados como mensagens divinas.

Na Bíblia, Daniel é considerado um dos maiores profetas. Seu livro faz relatos sobre o fim do mundo, monstros e também anjos. Segundo algumas denominações cristãs, certas partes deste livro foram escritas com uma linguagem propositalmente simbólica, requerendo uma maior busca para sua compreensão.

Pertinente ao “11 de setembro”,  uma profecia de Daniel é particularmente impressionante:

DANIEL 8: 1-7

1 No ano terceiro do reinado do rei Belsazar, apareceu-me uma visão, a mim, Daniel, depois daquela que me apareceu no princípio.

2 E vi na visão (acontecendo, quando vi, que eu estava na cidadela de Susã, na província de Elão), vi, pois, na visão, que eu estava junto ao rio Ulai.

3 E levantei os meus olhos e vi, e eis que um carneiro estava diante do rio, o qual tinha duas pontas; e as duas pontas eram altas, mas uma era mais alta do que a outra; e a mais alta subiu por último.

4 Vi que o carneiro dava marradas para o ocidente, e para o norte, e para o meio-dia; e nenhuns animais podiam estar diante dele, nem havia quem pudesse livrar-se da sua mão; e ele fazia conforme a sua vontade e se engrandecia.

5 E, estando eu considerando, eis que um bode vinha do ocidente sobre toda a terra, mas sem tocar no chão; e aquele bode tinha uma ponta notável entre os olhos;

6 dirigiu-se ao carneiro que tinha as duas pontas, ao qual eu tinha visto diante do rio; e correu contra ele com todo o ímpeto da sua força.

7 E o vi chegar perto do carneiro, irritar-se contra ele; e feriu o carneiro e lhe quebrou as duas pontas, pois não havia força no carneiro para parar diante dele; e o lançou por terra e o pisou aos pés; não houve quem pudesse livrar o carneiro da sua mão.


Deste texto biblico, faço algumas ilações:

1º Quem seria o “carneiro” que “dava marradas para o ocidente, e para o norte, e para o meio-dia; e nenhum animal podiam estar diante dele, nem havia quem pudesse livrar-se da sua mão; e ele fazia conforme a sua vontade e se engrandecia”? Qual a maior potencia militar e econômica do Mundo? Os Estados Unidos da América.

2º O que seriam as pontas (chifres em algumas traduções) altas na cabeça do carneiro? As Torres Gêmeas.

3º Uma das pontas (chifres) era maior que a outra – A Torre Norte, ou WTC1, possuia no topo uma torre de telecomunicações que servia como base de irradiação do sinal para algumas emissoras (o que a tornava mais alta que a Torre Sul, ou WTC2).

4o O Bode que atacava o carneiro, vinha “sem tocar no chão” – Se não tocava o chão, estava voando.

5º Quem poderia ser representado pela figura do bode (com barbicha)? Osama…

6º “feriu o carneiro e lhe quebrou as duas pontas, pois não havia força no carneiro para parar diante dele; e o lançou por terra” – Os Estados Unidos não tiveram reação diante do ousado ataque (interno), e as duas Torres entraram em colapso e foram ao chão.

Respeitando o ceticismo de muitos, não vejo a Bíblia como um livro de relatos do passado, mas de advertências e orientações  para o bom futuro.

Fonte: wikipédia

O rico e Lázaro – Evangelho de Lucas 16: 19-31 6

Havia uma vez um homem rico que só se vestia de purpura linho fino e se banqueteava todos os dias. Seu luxo era grande. Tinha dispensa farta e seus vinhos vinham de sua adega, produzidos também em sua vinícola. Possuía muitos criados e não se importava com o seu próximo.

Havia também um homem pobre, de nome Lázaro (Eliezer), que se sentava na porta do rico, todo coberto de pústulas. E não queria mais que as migalhas do rico e nem isso tinha; e dentro daquela casa, só os cães vinham lamber-lhe as feridas. Pobre Lázaro, doente, faminto e só no mundo. Sem ninguém que o acudisse no seu sofrimento no seu infortúnio.

Acontece que Lázaro morreu, e os anjos do céu o levaram para o seio de Abraão. Ali sentiu-se feliz, pois Abraão o esperava. Viu-se cheio de saúde sem as feridas pustulentas que cobriam o seu corpo. Sentiu-se alegre e feliz. Que lugar mais bonito e agradável. Flores multicores ornavam a paisagem cheia do verde das árvores. Um céu de estrelas cintilantes e umas manhãs e tardes de inesquecível beleza, com o brilho do sol trazendo um calor ameno e suave. Criaturas sorridentes e felizes, estavam nas cercanias, parecendo que já os conhecia de longa data.

O rico também morreu e foi enterrado.

Somente que com grande diferença. Seu espírito se encontrou em um terrível lugar. Entre meio de tormentos. Sentiu-se tal qual era evidentemente. Seus restos mortais (matéria) foram para o seio da terra e o espírito imortal continuou a se sentir muito mal, pois não se encontrava em seu majestoso palácio, cercado pela criadagem. Também estava roto e faminto. Onde estava a pompa que o cercava? Onde os vassalos que o serviam? Sentia-se triste e abatido. Quis reclamar, gritar, ordenar, mas para quem? Estava só. Assustava-se com as companhias que lhe apareciam vez por outras. Eram seres estranhos, caras horríveis, animais repulsivos, árvores disformes, com galhos que pareciam querer agarra-lo. Tudo ali era sinistro e terrível.

Levantou os olhos e viu lá distante, Lázaro no seio de Abraão e implorou “meu pai Abraão, tenha piedade de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo com água e refrescar minha língua, que queima como fogo neste horrível lugar”.

Abraão respondeu “lembra-te meu filho que na vida terrena, tomaste como teu o que era bom e Lázaro tomou como seu o que era mau. Agora ele está confortado e tu padeces. Ademais há um grande abismo entre os dois. Os que aqui estão não podem se passar para ai, e os que ai estão não podem se passar para aqui”.

Então o homem que fora rico, disse: Se é assim, manda Lázaro a casa de meu pai, porque eu tenho cinco irmãos; e que ele os avise, de modo que possam escapar ao que me coube.
Mas Abraão respondeu: “Não tem eles lá Moisés e os Profetas; ouçam-nos”.

Mas ele insistiu “Não, Pai Abraão, se alguém dentre os mortos for ter com eles, arrepender-se-ão”.

Abraão porém, lhe respondeu:” Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixaram persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos.”

ASSISTIR >>>>> ANIMAÇÃO DA PARÁBOLA: O RICO E LÁZARO