Ler ou não ler? Resposta

Em 2009, quando retornei para Manaus/Am de férias, resolvi iniciar a leitura de um livro que não fosse jurídico. Gosto de História e na procura chamou-me a atenção o livro “Minha Luta” de Adolf Hitler. Dirigi-me ao caixa e deparei com várias pessoas observando com o olhar reprovador.

De forma absoluta, não comungo das idéias deste livro. Não sou fautor do fascismo, da ditadura, da tirania. Sou defensor da cidadania ativa e da democracia (como governo o povo, pelo povo e para o povo). Essa entretanto (democracia), com algumas ressalvas diante da precária Educação estatística e de faz-de-conta do nosso país (sou contra o voto obrigatório, do analfabeto e do adolescente).

Sei que se trata de um dos maiores genocidas da história. Todavia, como entender as razões da segunda grande guerra sem a analise da ideologia de seu principal protagonista e vilão. Que argumentos utilizou este homem e por quais razões encontraram campo fértil nos germânicos? Não me ajusto ao entendimento de que toda lembranca ou obra de Hitler deva ser banida, proibida, tornada inacessível.

Se sou contra o ideário marxista devo abster-me de qualquer leitura pertinente? Se não comungo de determinado posicionamento religioso, econômico, político ou social devo execrá-lo sem ao menos conhecê-lo? Não se pode criticar o desconhecido sob pena de tropeçar em nos argumentos. Hitler ascendeu a sua “majestosa” posiçao de Führer por razões sociais: fome, doenças, desemprego, exploração econômica dos marginalizados (a base da pirâmide social), e com um discurso nacionalista (racial)/socialista convenceu as massas que o nazismo seria a panaceia.

E hoje, (no Brasil e muitos outros países) mudou muita coisa em relação ao menos favorecidos?

Diante de doenças como a tuberculose, sifílis, câncer, etc, foram necessários acurados estudos com o escopo de descobrir/entender a cura, a patogenia, ou amenizar os seus efeitos. Hitler e o nazismo foram efeitos da patologia social, por isso devemos estudar, pesquisar a sua cura (utopia?) ou amenizar os seus efeitos, buscando toda informação disponível para que não nos deparemos no futuro com um novo Reich, que levando em consideração as características regionais (Latino-americana, africana, …), adotaria ou não a ideologia do nacionalismo , da raça…

“A internacionalização da Amazônia” 6

Durante debate em uma universidade, nos Estados Unidos,o ex-governador do DF, ex-ministro da educação e atual senador CRISTÓVAM BUARQUE, foi questionado sobre o que pensava da internacionalização da Amazônia.

O jovem americano introduziu sua pergunta dizendo que esperava a resposta de um Humanista e não de um brasileiro.

Esta foi a resposta do Sr.Cristóvam Buarque:

“De fato, como brasileiro eu simplesmente falaria contra a internacionalização da Amazônia. Por mais que nossos governos não tenham o devido cuidado com esse patrimônio, ele é nosso.

“Como humanista, sentindo o risco da degradação ambiental que sofre a Amazônia, posso imaginar a sua internacionalização, como também de tudo o mais que tem importância para a humanidade.

“Se a Amazônia, sob uma ética humanista, deve ser internacionalizada, internacionalizemos também as reservas de petróleo do mundo inteiro.O petróleo é tão importante para o bem-estar da humanidade quanto a Amazônia para o nosso futuro. Apesar disso, os donos das reservas sentem-se no direito de aumentar ou diminuir a extração de petróleo e subir ou não o seu preço.”

“Da mesma forma, o capital financeiro dos países ricos deveria ser internacionalizado. Se a Amazônia é uma reserva para todos os seres humanos, ela não pode ser queimada pela vontade de um dono, ou de um país. Queimar a Amazônia é tão grave quanto o desemprego provocado pelas decisões arbitrárias dos especuladores globais. Não podemos deixar que as reservas financeiras sirvam para queimar países inteiros na volúpia da especulação.

“Antes mesmo da Amazônia, eu gostaria de ver a internacionalização de todos os grandes museus do mundo. O Louvre não deve pertencer apenas à França. Cada museu do mundo é guardião das mais belas peças produzidas pelo gênio humano. Não se pode deixar esse patrimônio cultural, como o patrimônio natural Amazônico, seja manipulado e instruído pelo gosto de um proprietário ou de um país. Não faz muito, um milionário japonês,decidiu enterrar com ele, um quadro de um grande mestre. Antes disso, aquele quadro deveria ter sido internacionalizado.”Durante este encontro, as Nações Unidas estão realizando o Fórum do Milênio, mas alguns presidentes de países tiveram dificuldades em comparecer por constrangimentos na fronteira dos EUA. Por isso, eu acho que Nova York, como sede das Nações Unidas, deve ser internacionalizada. Pelo menos Manhattan deveria pertencer a toda a humanidade. Assim como Paris, Veneza, Roma, Londres, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, cada cidade, com sua beleza específica, sua historia do mundo, deveria pertencer ao mundo inteiro.

“Se os EUA querem internacionalizar a Amazônia, pelo risco de deixá-la nas mãos de brasileiros, internacionalizemos todos os arsenais nucleares dos EUA. Até porque eles já demonstraram que são capazes de usar essas armas, provocando uma destruição milhares de vezes maiores do que as lamentáveis queimadas feitas nas florestas do Brasil.

“Defendo a idéia de internacionalizar as reservas florestais do mundo em troca da dívida. Comecemos usando essa dívida para garantir que cada criança do Mundo tenha possibilidade de COMER e de ir à escola. Internacionalizemos as crianças tratando-as, todas elas, não importando o país onde nasceram, como patrimônio que merece cuidados do mundo inteiro.

“Como humanista, aceito defender a internacionalização do mundo. Mas, enquanto o mundo me tratar como brasileiro, lutarei para que a Amazônia seja nossa. Só nossa!

Hoje tive acesso a este texto no Facebook e não sei se o fato descrito realmente ocorreu.

Entretanto, posso afirmar que teria sido A RESPOSTA!!!

Os 100 maiores PIBs do Mundo (FMI – Setembro de 2011) 7

Newworldmap.png Terra 70.011.680
União EuropeiaUnião Européia 17.960206
1 Flag of the United States.svg Estados Unidos 15.064.816
2 Flag of the People's Republic of China.svg China 6.988.470
3 Flag of Japan.svg Japão 5.855.385
4 Flag of Alemanha Alemanha 3.628.623
5 Bandeira da França França 2,808.265
6 Brasil Brasil 2,517.927
7 Flag of the United Kingdom.svg Grã Bretanha 2,480.978
8 Itália Italia 2.245.706
9 Flag of Russia.svg Russia 1,884.903
10 Flag of India.svg India 1.843.382
11 Flag of Canadá Canadá 1.758.680
12 Espanha Espanha 1.536.479
13 Flag of Australia.svg Austrália 1.507.402
14 Flag of Mexico.svg México 1.185.215
15 Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 1.163.847
16 Flag of the Netherlands.svg Holanda 858.282
17 Flag of Indonesia.svg Indonesia 834.335
18 Flag of Turkey.svg Turquia 763.096
19 Flag of Switzerland.svg Suíça 665.898
20 Suécia Suécia 529.046
21 Bélgica Bélgica 571.567
22 Flag of Saudi Arabia.svg Arábia Saudita 560.294
23 Polónia Polônia 531.758
24 Flag of the Republic of China.svg Taiwan 504.612
25 Flag of Norway.svg Noruega 479.267
26 Flag of Iran.svg Irã 475.052
27 Flag of Argentina.svg Argentina 435.179
28 Áustria Austria 425.091
29 Flag of South Africa.svg Africa do Sul 422.037
30 Flag of the United Arab Emirates.svg Emirados Arabes 358.080
31 Dinamarca Dinamarca 349.121
32 Flag of Thailand.svg Tailândia 339.396
33 Flag of Colombia.svg Colômbia 321.460
34 Flag of Venezuela.svg Venezuela 312.042
35 Grécia Grêcia 309.837
36 Finlândia Finlândia 270.553
37 Flag of Singapore.svg Cingapura 266.498
38 Flag of Malaysia.svg Malásia 247.465
39 Flag of Nigeria.svg Nigeria 247.128
40 Flag of Hong Kong.svg Hong Kong 246.941
41 Flag of Israel.svg Israel 245.266
42 Flag of Chile.svg Chile 243.049
43 Portugal Portugal 241.921
44 Flag of Egypt.svg Egito 231.890
45 Irlanda Irlanda 222.269
46 Bandeira da República Tcheca República Checa 220.335
47 Flag of the Philippines.svgFilipinas 216.096
48 Flag of Pakistan.svg Paquistão 204.081
49 Flag of Romania.svg Romênia 185.315
50 Flag of Algeria.svg Argélia 183.415
51 Flag of Kazakhstan.svg Cazaquistão 180.147
52 Flag of Qatar.svg Qatar 173.206
53 Flag of Kuwait.svg Kuwait 171.065
54 Flag of New Zealand.svg Nova Zelândia 168.824
55 Flag of Peru.svg Peru 168.459
56 Flag of Ukraine.svg Ucrânia 162.850
57 Hungria Hungria 147.874
58 Flag of Vietnam.svg Vietnã 121.611
59 Flag of Bangladesh.svg Bangladesh 114.973
60 Flag of Morocco.svg Marrocos 101.767
61 Flag of Angola.svg Angola 99.325
62 Eslováquia Eslováquia 97.239
63 Flag of Libya.svg Líbia 71.336 (1)
64 Flag of Azerbaijan.svg Azerbaijão 68.501
65 Oman flag 300.png Omã 66.848
66 Flag of Ecuador.svg Equador 65.308
67 Flag of Syria.svg Síria 64.740
68 Bandeira da CroáciaCroácia 64.160
69 Flag of Sudan.svgSudão 63.329
70 LuxemburgoLuxemburgo 62.936
71 Flag of Sri Lanka.svgSri Lanka 58.824
72 Flag of Belarus.svgBielorrússia 57.715
73 Flag of the Dominican Republic.svg República Dominicana 54.355
74 Flag of Bulgaria.svg Bulgária 54.271
75 Flag of Slovenia.svg Eslovênia 52.430
76 Flag of Myanmar.svg Mianmar 50.201
77 Flag of Uruguay.svg Uruguai 49.423
78 Flag of Tunisia.svg Tunísia 48.932
79 Flag of Guatemala.svgGuatemala Sérvia 46.730
80 Flag of Lebanon.svgSérvia 46.444
81 Flag of Uzbekistan.svg Uzbesquistão 43.719
82 LituâniaLituânia Libano 43.171
83 Flag of Serbia.svg Libano 41.458
84 Flag of Costa Rica.svg Costa Rica 40.024
85 Flag of Yemen.svgIémen/Iêmen 36.692
86 Flag of Kenya.svgQuênia 36.102
87 Flag of Ethiopia.svg Etiópia 30.501
88 Flag of Panama.svg Panamá 30.233
89 Flag of Jordan.svg Jordânia 28.402
90 Letónia Letônia 27.407
91 Flag of Bahrain.svg Bahhein 26.421
92 Flag of Cameroon.svg Camarões 25.834
93 ChipreChipre 25.655
94 Flag of Turkmenistan.svg Turcomenistão 24.107
95 Flag of Bolivia.svgBolívia 23.875
96 Flag of Cote d'Ivoire.svgCosta do Marfin 23.800
97 Flag of Tanzania.svg Tanzânia 23.197
98 Flag of El Salvador.svgEl Salvador 22.616
99 Flag of Trinidad and Tobago.svgEstônia 22.541
100
Paraguay
22.340

Fonte: Fundo Monetário Internacional (estimativa em 09/2011) site: http://www.imf.org/external/pubs/ft/weo/2011/02/weodata/index.aspx

(1) dados de 09/2011

(2) PIB de 2011 não fornecido (mantido o de 2010)

Os valores estão em bilhões de dolares

VEJA >>>>>> Projeção dos PIBs para 2011/2016 (FMI 2011)

O Menestrel 1

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa segurança. Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la…
E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…

Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas para onde está indo… mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.
Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens… Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém…
Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.

Texto recebido com autoria atribuída a William Shakspeare

Difícil passar em um concurso? Conheça a história de Davi Lorso 2

Acha que tem algum desafio muito grande pela frente (um concurso público, por exemplo)? Leia a história real de Davi Lorso!

Davi Lorso era um colega de colégio e de basquete, em Natal. Estudamos juntos durante alguns anos. Alto, magro e um tanto quanto desajeitado e disperso, sempre foi um aluno mediano.
Acontece que ele era o mais alto da sala e o colégio adotou uma diretriz de que tais alunos tinham que sentar atrás para não atrapalhar a visão dos mais baixos.

Era a sétima série. Aquele rapaz, que já era disperso sentando no meio da sala, sofreu um verdadeiro baque nas notas. Elas se tornaram tão ruins que precisaria tirar mais de dez na recuperação. Resultado: Davi foi reprovado por média em matemática.
No ano seguinte ele sentiu o desgosto de ver os colegas numa série mais adiantada. E continuou tendo que sentar na última carteira da fila. Desestimulou-se ainda mais. Ao final do ano, nova reprovação com um plus: expulsão do colégio. Era o fundo do poço.

Abatido, foi falar com seus pais e comunicar que iria parar de estudar.

Sua mãe, preocupada com a firmeza com que a declaração tinha sido dada pelo adolescente, resolveu procurar ajuda médica. Buscou um neurologista. No dia da consulta o médico perguntou então ao rapaz o que o incomodava.

– Doutor, é que eu não nasci para estudar. Acho que tenho um problema de QI.

– Como chegou a essa conclusão?

– É que fui reprovado duas vezes na escola. E por média. Minhas notas foram tão ruins que nem sequer pude fazer recuperação.

O médico franziu a testa, pensou um pouco e perguntou:

– Você prestava atenção na aula?

– Não. O colégio me obrigou a sentar lá atrás, na última carteira da fila.

– Você fazia os deveres de casa?

– Não. Como não aprendia, não conseguia resolvê-los.

– Você estudava antes das provas.

– Não. Como iria estudar o que não aprendi?

– Você pelo menos ia a todas as aulas.

– Faltava às vezes.

– Então você diz que tem problema de QI?

– Acho que sim.

– Poderia sair um pouco? Quero conversar com sua mãe.

– Sim. Claro.

Ao sair, o médico dirigiu-se à mãe de Davi Lorso e disse que iria tentar uma mexida nos brios do rapaz, pois ele precisava era despertar para a realidade. Pediu que nunca mais o pressionasse a estudar, pois estava na adolescência, uma fase de contestação.

Eis que Davi foi convidado a entrar novamente na sala. Dessa vez sua mãe ficou fora. Mal sentou, o médico foi logo lhe dando um cartão de visitas. Davi o leu:

– Açougue… Cartão de um açougue?

– É que meu irmão tem um. Como você está parando de estudar na sétima série e se para pessoas formadas como eu a vida é difícil, imagine para você. Então é bom começar logo cedo pra ver se pelo menos consegue futuramente comprar uma casinha num conjunto. Vou arranjar um emprego pra você lá. Todo trabalho é digno e você terá folga aos domingos – disse, secamente. No mesmo instante Davi Lorso se imaginou calçando aquelas botas brancas de borracha e carregando com muita dificuldade um pernil de boi dentro de uma câmara fria. Foi um choque. Saiu revoltado do consultório e reclamando com a mãe por tê-lo levado a um médico que ao invés de ajudá-lo, queria arranjar um emprego insalubre.

À noite, porém, ao colocar a cabecinha no travesseiro, milhões de elucubrações lhe vieram à cabeça. O que seria dele se parasse de estudar? Qual o futuro que o aguardaria? Certamente aquela vida anunciada pelo médico não lhe era desejada. Logo que acordou, dirigiu-se à sua mãe.

– Mamãe, quero voltar a estudar. Vamos procurar um colégio. A mãe lhe falou, muitos anos depois, que seu coração quase saltou de alegria naquele instante. Mas seguindo a recomendação médica, reagiu com normalidade, para evitar que Davi se sentisse, de alguma maneira, acuado.

Foi difícil encontrar uma escola para o rapaz. Era fora de faixa, pois “reincidente” (reprovado duas vezes!) e tinha “maus antecedentes” (várias suspensões e advertências da escola). Depois de dias de luta, conseguiu uma chance: uma entrevista com a diretora de um colégio de freiras. Dia marcado, lá estava Davi Lorso de frente para a irmã, uma ainda jovem senhora pequena e franzina. Ela foi logo dizendo as regras do colégio, com firmeza, e que só estava dando aquela chance em respeito à mãe do rapaz, que disse ser sua única esperança, e somente se Davi concordasse com todas as regras do estabelecimento. Teria que assistir a todas as aulas, não se atrasar, não conversar em sala de aula e fazer todas as atividades. O jovem, sem alternativas, concordou com todas. Ao final, ela fez uma perguntinha mágica:

– Teria alguma coisa que nós pudéssemos fazer por você que a outra escola falhou?

– Teria sim. Gostaria de sentar na frente e no meio. Nunca sentei.

– Mas você é muito alto.

– Era exatamente esse meu problema. Por isso acho que tive notas tão ruins. Não conseguia nem ouvir os professores e nem ver o que estavam escrevendo no quadro. – Ela pensou um pouco, balançando uma caneta BIC entre os dedos, e vaticinou:

– Está bem. No início do ano chegue cedo para “marcar o lugar”. Prevejo que irão reclamar um pouco no início, mas depois se acostumarão. – E chamou então uma das futuras professoras dele e pediu que comunicasse aos demais essa decisão.

Pela primeira vez cara a cara com os professores, Davi Lorso se deu conta de como eram interessantes as conclusões a que ele chagava junto com os mestres. Nem ligou muito para a reclamação dos colegas de trás para que “tirasse” a cabeça do meio. Matemática não era assim tão ruim, e geografia e história, suas matérias preferidas, estavam fascinantes.

Ao entregar a caderneta bimestral de avaliação para sua mãe dar o visto, ela nem acreditou: só tinham notas acima de 8. Logo pensou, sem poder externar: “tá colando muito!”. Mas ela percebera o rapaz estudando em casa espontaneamente, pela primeira vez na vida.

Para Davi foi uma redenção. Entusiasmou-se com as primeiras notas e passou a se dedicar e prestar mais atenção ainda às aulas. Lembrou de um colega nosso, na época em que estudamos juntos, que fazia perguntas que considerávamos imbecis, mas na hora das provas só tirava dez. Refletiu que o papel do aluno em sala é tirar as dúvidas com os professores. Passou a não levar mais dúvidas para casa. Resultado: no final do ano tinha sido aprovado no terceiro bimestre. Isso mesmo. Suas notas eram tão altas que nem precisou do quarto bimestre.

E assim foi a carreira de Davi Lorso no colégio. Passou no terceiro bimestre em todos os anos que se sucederam, até chegar ao pré-vestibular. Nesse ano não foi muito diferente: somente em matemática precisou das notas do quarto bimestre para passar por média.

Vieram os vestibulares. Fez três. Passou em todos.

O curso que escolheu foi direito. Porém, uma coisa ainda lhe afligia. Tinha vergonha de falar em público. Refletiu que precisaria melhorar sua oratória. Qual o melhor local: o Centro Acadêmico. Resolveu ir à primeira reunião, após convite feito na recepção aos formandos. Durante a reunião, ficou acertado que alguém passaria nas salas pra dar um aviso. Davi se ofereceu para isso. As primeiras salas foram as mais difíceis, pois estava nervoso, já que não era costume falar em público. Mas depois foi se soltando… Resultado: no ano seguinte foi eleito presidente do diretório acadêmico do curso de direito da UFRN e orador da turma na solenidade de formatura.

Na sala em que ele estudava, todo mundo sabia onde ele sentava: na frente e no meio. Prestava atenção às aulas do mesmo modo, e estudava em casa. Nos dias das provas era Davi Lorso na frente, cara a cara com o professor, mais um ou outro “herói”, um vazio de carteiras e um monte de gente atrás. Todos sabiam por que estavam tão recuados… Era tentador ir lá para trás, mas Davi sabia que isso o desestimularia a estudar.

Logo depois de formados houve o exame de ordem. Para surpresa dos colegas de sala da faculdade, entre as centenas de candidatos, Davi Lorso ficou em segundo lugar logo no provão. Uma das colegas veio cumprimentá-lo e dizer-lhe que ele tinha sorte.

– Não tenho sorte não. Nunca tive as melhores notas porque tirava oito e meio lá na frente do professor, sem cola, e muita gente (incluindo a colega) ia lá para trás e abria um livro de doutrina ou o código. Assim era fácil tirar dez. Aqui nesse provão da OAB não tem como haver escaramuças… por isso o resultado.

Após a faculdade Davi continuou estudando. Seu sonho, a magistratura. Após três anos de estudo conseguiu passar em um concurso e hoje é Juiz de Direito em Natal, no Rio Grande do Norte, e você está lendo nesse exato instante o que ele escreveu. Davi Lorso… DaviloRso… Davilso Ro… Davlo Rosi… Do Rosival… Rosivaldo! Provavelmente você nem tenha percebido, mas está é a minha história de vida e gostei muito de compartilhá-la com você. Quando for enfrentar algum desafio em sua vida, lembre de “Davi Lorso” e saiba que nem eu e nem ninguém é melhor do que você. Trata-se apenas de ter disciplina e dedicação. Vá em frente. Deixe o seu sonho tomar conta de você e despertá-lo para a vida! Busque concretizá-lo. Se eu consegui, após tudo que passei, você também pode!

Hoje descobri este texto e fiquei emocionado. Imediatamente li  para um familiar que estava desmotivado por não considerar-se capaz de ser aprovado em um concurso público e este encheu-se de força para buscar o seu “sonho”.

Parabéns colega Rosivaldo pelo bem que estais fazendo, dando a inúmeras pesssoas  o conhecimento desta bela história de luta e superação.

Autor do Texto: Juiz de Direito Rosivaldo Toscano Jr. (http://rosivaldotoscano.blogspot.com/2010/05/dificil-passar-em-um-concurso-conheca.html)

Faixa de Abbey Road é tombada pelo Governo Britânico (The Beatles) Resposta

O governo britânico declarou nesta quarta-feira a famosa faixa de pedestres da Rua Abbey Road, em Londres, como um patrimônio histórico britânico.

O cruzamento, imortalizado em 1969 na capa do disco dos Beatles Abbey Road, é o primeiro pedaço de rua a ganhar o status de patrimônio.

Até hoje, a faixa continua atraindo milhões de visitantes beatlemaníacos ao norte de Londres.

“Não é um castelo nem uma catedral, mas, graças aos Beatles e a uma sessão de fotos de dez minutos em uma manhã de agosto de 1969, a faixa cumpre todos os requisitos para se tornar parte do nosso patrimônio”, disse o secretário britânico de Turismo e Patrimônio, John Penrose, ao anunciar o tombamento.

“O fato de a faixa continuar atraindo milhares de visitantes que tentam imitar a célebre capa de Abbey Road é uma prova da fama internacional dos Beatles, mais de 40 anos depois.”

No início deste ano, os estúdios Abbey Road, onde os Beatles fizeram 90% de suas gravações, também foram classificados como patrimônio histórico britânico.

Paul McCartney elogiou o tombamento da faixa

O local foi tombado pelo seu papel em definir a música britânica.

Em um comunicado, o ex-Beatles Paul McCartney comemorou o tombamento da faixa de pedestres, assim como dos estúdios.

“Este foi um ano excelente para mim e para os Beatles. Saber que a faixa de pedestres da Abbey Road será preservada é a cereja no bolo.”

Fonte: BBC Brasil

As 100 cidades mais populosas do Brasil (Censo IBGE 2010) 10

1 São Paulo São Paulo 11 244 369
2 Rio de Janeiro Rio de Janeiro 6 323 037
3 Salvador Bahia 2 676 606
4 Brasília Distrito Federal 2 562 963
5 Fortaleza Ceará 2 447 409
6 Belo Horizonte Minas Gerais 2 375 444
7 Manaus Amazonas 1 802 525
8 Curitiba Paraná 1 746 896
9 Recife Pernambuco 1 536 934
10 Porto Alegre Rio Grande do Sul 1 409 939
11 Belém Pará 1 392 031
12 Goiânia Goiás 1 301 892
13 Guarulhos São Paulo 1 222 357
14 Campinas São Paulo 1 080 999
15 São Luís Maranhão 1 011 943
16 São Gonçalo Rio de Janeiro 999 901
17 Maceió Alagoas 932 608
18 Duque de Caxias Rio de Janeiro 855 046
19 Teresina Piauí 814 439
20 Natal Rio Grande do Norte 803 811
21 Nova Iguaçu Rio de Janeiro 795 212
22 Campo Grande Mato Grosso do Sul 787 204
23 São Bernardo do Campo São Paulo 765 203
24 João Pessoa Paraíba 723.514
25 Santo André São Paulo 673 914
26 Osasco São Paulo 666 469
27 Jaboatão dos Guararapes Pernambuco 644 699
28 São José dos Campos São Paulo 627 544
29 Ribeirão Preto São Paulo 605.114
30 Contagem Minas Gerais 603 048
31 Uberlândia Minas Gerais 600 285
32 Sorocaba São Paulo 586 311
33 Aracaju Sergipe 570 937
34 Feira de Santana Bahia 556 756
35 Cuiabá Mato Grosso 551 350
36 Juiz de Fora Minas Gerais 517 872
37 Joinville Santa Catarina 515 250
38 Londrina Paraná 506 645
39 Niterói Rio de Janeiro 487 327
40 Ananindeua Pará 471 744
41 Belford Roxo Rio de Janeiro 469 261
42 Campos dos Goytacazes Rio de Janeiro 463 545
43 São João de Meriti Rio de Janeiro 459.356
44 Aparecida de Goiânia Goiás 455 735
45 Caxias do Sul Rio Grande do Sul 435 482
46 Porto Velho Rondônia 426 558
47 Florianópolis Santa Catarina 421 203
48 Santos São Paulo 419 757
49 Mauá São Paulo 417 281
50 Vila Velha Espírito Santo 414 420
51 Serra Espírito Santo 409 324
52 São José do Rio Preto São Paulo 408 435
53 Macapá Amapá 397 913
54 Mogi das Cruzes São Paulo 387 241
55 Diadema São Paulo 386.039
56 Campina Grande Paraíba 385 276
57 Betim Minas Gerais 377.547
58 Olinda Pernambuco 375 559
59 Jundiaí São Paulo 370 251
60 Carapicuíba São Paulo 369 908
61 Piracicaba São Paulo 364 872
62 Montes Claros Minas Gerais 361 971
63 Maringá Paraná 357 117
64 Cariacica Espírito Santo 348 933
65 Bauru São Paulo 344 039
66 Rio Branco Acre 335 796
67 Anápolis Goiás 335 032
68 São Vicente São Paulo 332 424
69 Pelotas Rio Grande do Sul 327 778
70 Vitória Espírito Santo 325 453
71 Caucaia Ceará 324 738
72 Canoas Rio Grande do Sul 324 025
73 Itaquaquecetuba São Paulo 321 854
74 Franca São Paulo 318 785
75 Caruaru Pernambuco 314 951
76 Ponta Grossa Paraná 311 697
77 Blumenau Santa Catarina 309 214
78 Vitória da Conquista Bahia 306 374
79 Paulista Pernambuco 300 611
80 Ribeirão das Neves Minas Gerais 296 376
81 Petrópolis Rio de Janeiro 296 044
82 Uberaba Minas Gerais 296 000
83 Santarém Pará 294 774
84 Petrolina Pernambuco 294 081
85 Guarujá São Paulo 290 607
86 Cascavel Paraná 286 172
87 Boa Vista Roraima 284 258
88 Taubaté São Paulo 278 724
89 Limeira São Paulo 276 010
90 Governador Valadares Minas Gerais 263 594
91 São José dos Pinhais Paraná 263 488
92 Suzano São Paulo 262 568
93 Santa Maria Rio Grande do Sul 261 027
95 Praia Grande São Paulo 260 769
96 Mossoró Rio Grande do Norte 259 886
97 Volta Redonda Rio de Janeiro 257 996
98 Foz do Iguaçu Paraná 256 081
99 Gravataí Rio Grande do Sul 255 762
100 Várzea Grande Mato Grosso 252.709

Fonte: IBGE / Wikipédia

PIB: as 100 maiores cidades do Brasil

100 maiores cidades do Brasil (estimativa IBGE julho/2011)

Hotel próximo ao Aeroporto de Congonhas: ADRENALINA!! Resposta

Depois do trágico acidente ocorrido no dia 17/07/2007 no aeroporto de Congonhas, o que foi feito para evitar novos desastres?

Aumentaram a pista de pouso/decolagem?

Diminuiram o tráfego aéreo?

???

Eu não viajo mais em vôos que façam escala ou pousem neste lugar.

Sempre que ia para São Paulo ficava hospedado no mesmo hotel (convênio). Contudo, nunca tinha ficado em um apartamento cuja janela do quarto revela-se o risco que eu e minha família passavamos a cada 10 (dez) minutos:

Na ocasião, não consegui parar de pensar no “11 de setembro”.

Por fim, não quero mais saber de convênios e já tenho outro hotel em mente.