Os 100 Maiores Albuns de Todos os Tempos Resposta

1. Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, The Beatles

2. Pet Sounds, The Beach Boys

3. Revolver, The Beatles

4. Highway 61 Revisited, Bob Dylan

5. Rubber Soul, The Beatles

6. What’s Going On, Marvin Gaye

7. Exile on Main Street, The Rolling Stones

8. London Calling, The Clash

9. Blonde on Blonde, Bob Dylan

10. The Beatles (“The White Album”), The Beatles

11. The Sun Sessions, Elvis Presley

12. Kind of Blue, Miles Davis

13. Velvet Underground and Nico, The Velvet Underground

14. Abbey Road, The Beatles

15. Are You Experienced?, The Jimi Hendrix Experience

16. Blood on the Tracks, Bob Dylan

17. Nevermind, Nirvana

18. Born to Run, Bruce Springsteen

19. Astral Weeks, Van Morrison

20. Thriller, Michael Jackson

21. The Great Twenty-Eight, Chuck Berry

22. Plastic Ono Band, John Lennon

23. Innervisions, Stevie Wonder

24. Live at the Apollo (1963), James Brown

25. Rumours, Fleetwood Mac

26. The Joshua Tree, U2

27. King of the Delta Blues Singers, Vol. 1, Robert Johnson

28. Who’s Next, The Who

29. Led Zeppelin, Led Zeppelin

30. Blue, Joni Mitchell

31. Bringing It All Back Home, Bob Dylan

32. Let It Bleed, The Rolling Stones

33. Ramones, Ramones

34. Music From Big Pink, The Band

35. The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders From Mars, David Bowie

36. Tapestry, Carole King

37. Hotel California, The Eagles

38. The Anthology, 1947 – 1972, Muddy Waters

39. Please Please Me, The Beatles

40. Forever Changes, Love

41. Never Mind the Bollocks, Here’s the Sex Pistols, The Sex Pistols

42. The Doors, The Doors

43. The Dark Side of the Moon, Pink Floyd

44. Horses, Patti Smith

45. The Band, The Band

46. Legend, Bob Marley and the Wailers

47. A Love Supreme, John Coltrane

48. It Takes a Nation of Millions to Hold Us Back, Public Enemy

49. At Fillmore East, The Allman Brothers Band

50. Here’s Little Richard, Little Richard

51. Bridge Over Troubled Water, Simon and Garfunkel

52. Greatest Hits, Al Green

53. The Birth of Soul: The Complete Atlantic Rhythm and Blues Recordings, 1952 – 1959, Ray Charles

54. Electric Ladyland, The Jimi Hendrix Experience

55. Elvis Presley, Elvis Presley

56. Songs in the Key of Life, Stevie Wonder

57. Beggars Banquet, The Rolling Stones

58. Trout Mask Replica, Captain Beefheart and His Magic Band

59. Meet the Beatles, The Beatles

60. Greatest Hits, Sly and the Family Stone

61. Appetite for Destruction, Guns n’ Roses

62. Achtung Baby, U2

63. Sticky Fingers, The Rolling Stones

64. Phil Spector, Back to Mono (1958 – 1969), Various Artists

65. Moondance, Van Morrison

66. Led Zeppelin IV, Led Zeppelin

67. The Stranger, Billy Joel

68. Off the Wall, Michael Jackson

69. Superfly, Curtis Mayfield

70. Physical Graffiti, Led Zeppelin

71. After the Gold Rush, Neil Young

72. Purple Rain, Prince

73. Back in Black, AC/DC

74. Otis Blue, Otis Redding

75. Led Zeppelin II, Led Zeppelin

76. Imagine, John Lennon

77. The Clash, The Clash

78. Harvest, Neil Young

79. Star Time, James Brown

80. Odessey and Oracle, The Zombies

81. Graceland, Paul Simon

82. Axis: Bold as Love, The Jimi Hendrix Experience

83. I Never Loved a Man the Way I Love You, Aretha Franklin

84. Lady Soul, Aretha Franklin

85. Born in the U.S.A., Bruce Springsteen

86. Let It Be, The Beatles

87. The Wall, Pink Floyd

88. At Folsom Prison, Johnny Cash

89. Dusty in Memphis, Dusty Springfield

90. Talking Book, Stevie Wonder

91. Goodbye Yellow Brick Road, Elton John

92. 20 Golden Greats, Buddy Holly

93. Sign ‘o’ the Times, Prince

94. Bitches Brew, Miles Davis

95. Green River, Creedence Clearwater Revival

96. Tommy, The Who

97. The Freewheelin’ Bob Dylan, Bob Dylan

98. This Year’s Model, Elvis Costello

99. There’s a Riot Goin’ On, Sly and the Family Stone

100. In the Wee Small Hours, Frank Sinatra

Fonte: Revista Rolling Stone 18/11/2003

VEJA:

Os 100 maiores hits de todos os tempos

Os 100 maiores Guitarristas de todos os tempos

Os 100 Maiores Hits de todos os Tempos 2

1. Like a Rolling Stone, Bob Dylan

2. Satisfaction, The Rolling Stones

3. Imagine, John Lennon

4. What’s Going On, Marvin Gaye

5. Respect, Aretha Franklin

6. Good Vibrations, The Beach Boys

7. Johnny B. Goode, Chuck Berry

8. Hey Jude, The Beatles

9. Smells Like Teen Spirit, Nirvana

10. What’d I Say, Ray Charles

11. My Generation, The Who

12. A Change Is Gonna Come, Sam Cooke

13. Yesterday, The Beatles

14. Blowin’ in the Wind, Bob Dylan

15. London Calling, The Clash

16. I Want to Hold Your Hand, The Beatles

17. Purple Haze, Jimi Hendrix

18. Maybellene, Chuck Berry

19. Hound Dog, Elvis Presley

20. Let It Be, The Beatles

21. Born to Run, Bruce Springsteen

22. Be My Baby, The Ronettes

23. In My Life, The Beatles

24. People Get Ready, The Impressions

25. God Only Knows, The Beach Boys

26. A Day in the Life, The Beatles

27. Layla, Derek and the Dominos

28. (Sittin on) the Dock of the Bay, Otis Redding

29. Help!, The Beatles

30. I Walk the Line, Johnny Cash

31. Stairway To Heaven, Led Zeppelin

32. Sympathy for the Devil, The Rolling Stones

33. River Deep – Mountain High, Ike and Tina Turner

34. You’ve Lost That Lovin’ Feelin’, The Righteous Brothers

35. Light My Fire, The Doors

36. One, U2

37. No Woman, No Cry, Bob Marley and the Wailers

38. Gimme Shelter, The Rolling Stones

39. That’ll Be the Day, Buddy Holly and the Crickets

40. Dancing in the Street, Martha and the Vandellas

41. The Weight, The Band

42. Waterloo Sunset, The Kinks

43. Tutti-Frutti, Little Richard

44. Georgia on My Mind, Ray Charles

45. Heartbreak Hotel, Elvis Presley

46. Heroes, David Bowie

47. Bridge Over Troubled Water, Simon and Garfunkel

48. All Along the Watchtower, Jimi Hendrix

49. Hotel California, The Eagles

50. The Tracks of My Tears, Smokey Robinson and the Miracles

51. The Message, Grandmaster Flash and the Furious Five

52. When Doves Cry, Prince

53. Anarchy in the U.K., The Sex Pistols

54. When a Man Loves a Woman, Percy Sledge

55. Louie Louie, The Kingsmen

56. Long Tall Sally, Little Richard

57. Whiter Shade of Pale, Procol Harum

58. Billie Jean, Michael Jackson

59. The Times They Are A-Changin’, Bob Dylan

60. Let’s Stay Together, Al Green

61. Whole Lotta Shakin’ Goin On, Jerry Lee Lewis

62. Bo Diddley, Bo Diddley

63. For What It’s Worth, Buffalo Springfield

64. She Loves You, The Beatles

65. Sunshine of Your Love, Cream

66. Redemption Song, Bob Marley and the Wailers

67. Jailhouse Rock, Elvis Presley

68. Tangled Up in Blue, Bob Dylan

69. Crying, Roy Orbison

70. Walk On By, Dionne Warwick

71. California Girls, The Beach Boys

72. Papa’s Got a Brand New Bag, James Brown

73. Summertime Blues, Eddie Cochran

74. Superstition, Stevie Wonder

75. Whole Lotta Love, Led Zeppelin

76. Strawberry Fields Forever,The Beatles

77. Mystery Train, Elvis Presley

78. I Got You (I Feel Good), James Brown

79. Mr. Tambourine Man, The Byrds

80. I Heard It Through the Grapevine, Marvin Gaye

81. Blueberry Hill, Fats Domino

82. You Really Got Me, The Kinks

83. Norwegian Wood (This Bird Has Flown), The Beatles

84. Every Breath You Take, The Police

85. Crazy, Patsy Cline

86. Thunder Road, Bruce Springsteen

87. Ring of Fire, Johnny Cash

88. My Girl, The Temptations

89. California Dreamin’, The Mamas and The Papas

90. In the Still of the Nite, The Five Satins

91. Suspicious Minds, Elvis Presley

92. Blitzkrieg Bop, Ramones

93. I Still Haven’t Found What I’m Looking For, U2

94. Good Golly, Miss Molly, Little Richard

95. Blue Suede Shoes, Carl Perkins

96. Great Balls of Fire, Jerry Lee Lewis

97. Roll Over Beethoven, Chuck Berry

98. Love and Happiness, Al Green

99. Fortunate Son, Creedence Clearwater Revival

100. You Can’t Always Get What You Want, The Rolling Stones

Fonte: Revista Rolling Stone 09/12/2004

VEJA:

Os 100 maiores Guitarristas de todos os tempos

Os 100 maiores Albuns de todos os tempos

Woodstock (40 anos): o festival que mudou a história do Rock 2

Jimi Hendrix em Woodstock

Jimi Hendrix em Woodstock

Em 15 de agosto de 1969, começava ao norte de Nova York um festival de rock em que se apresentaram os mais conhecidos músicos do gênero. O evento entrou para a história como auge e crespúculo da geração hippie.

Ninguém tinha mais de 30 anos entre os 400 mil jovens que acamparam durante três dias, comendo, bebendo, dormindo e tendo como lema: Sexo, Drogas e Rock n Roll.

Quem esteve em Woodstock de 15 a 17 de agosto de 1969 afirma que foi a maior manifestação de paz de todos os tempos. .

O que estava planejado era algo totalmente diferente. Os  organizadores do evento que alugaram para o festival de rock ao ar livre uma propriedade rural de 250 hectares, contavam com no máximo uns 80 mil hippies.

Mas, ainda antes de a festa começar, não parava de chegar pessoas para ouvir The Who, Jimmy Hendrix, Joan Baez, Crosby, Stills & Nash, Jefferson Airplane, Janis Joplin e muitos outros mais que haviam confirmado presença. Logo foi preciso desmontar as cercas da fazenda.

Protesto político e fim de uma era

Em 1969, na verdade, já tinha quase passado a grande euforia da rebelião. Os estudantes de Paris, Berlim e Berkeley tinham desmontado suas barricadas e retornado às salas de aula.

Na Casa Branca, estava instalado Richard Nixon, que incorporava os clichês do governante reacionário em velhos moldes. E o que Woodstock significou, no fundo, foi a rejeição dos Estados Unidos que Nixon representava. Nada expressou tão bem essa rejeição quanto a guitarra de Jimmi Hendrix, entoando o hino nacional entrecortado pelos sons de bombas. Um ano antes de sua morte, o astro consagrava-se como o maior guitarrista de rock de todos os tempos.

Hoje Woodstock tem a aura de um mito, provavelmente também por representar o crepúsculo do movimento hippie.

Morre aos 94 anos o pioneiro da guitarra elétrica e da gravação multicanal: “Les Paul” Resposta

les paul

Lester William Polfusa / “Les Paul"

Morreu hoje aos 94 anos vítima de pneumonia, Lester William Polfusa, ou “Les Paul”, como ficou mundialmente conhecido.

Considerado um dos maiores guitarristas de todos os tempos, foi o criador da  primeira guitarra elétrica de corpo sólido e responsável por uma das invenções mais revolucionárias nos métodos de gravação: o gravador multicanal.

Em 1952 a Gibson Guitar começou a produção da guitarra Les Paul que passou a ser  usada com frequencia por  grandes astros da música, como: Jimmy Page, Joe Perry, Adrian Smith, Peter Frampton, Duane Allman, Gary Moore, Paul McCartney, Jeff Beck, Dickey Betts, Neal Schon, Tom Scholz, Mike Bloomfield, Eric Clapton, George Harrison, Phil Campbell, Buckethead, Gary Rossington,John Fogerty, Slash, Pete Townshend, Tommy Thayer, Daron Malakian, Zakk Wylde, Noel Gallagher, David Gilmour, Dave Grohl, Kirk Hammett, Marcus Siepen, Jay Jay French (Twisted Sister), Billie Joe do Green day e Mark Knopfler (considerada a preferida pela maioria).

Uma Guitarra Gibson "Les Paul" Classic que agora é do meu filho de 12 anos (Tem muito mais aptidão que o pai)

Uma Guitarra Gibson "Les Paul Classic", agora do meu filho de 12 anos (que tem mais (muito mais!!) talento musical que o pai)

Ao longo dos anos a série Les Paul se tornou uma das guitarras mais usadas na indústria musical. Em 2005, a casa de leilões Christie’s vendeu uma Gibson Les Paul de 1955 por US$ 45.600 (mais de R$ 85 mil).

Fonte: G1

Riff de Sweet Child O’Mine do Guns ‘n’ Roses é eleito o melhor da história Resposta

Slash

Slash

O riff de Sweet Child O’Mine imortalizado por Slash, ex-guitarrista do Guns ‘n’ Roses, e freqüentemente tocado em rodas de violão, foi eleito como o melhor da história do rock em uma pesquisa conduzida  pelo tablóide britânico The Sun. 

A composição dos roqueiros superou hits como Beat It, de Michael Jackson, e Smells Like Teen Spirit, do Nirvana. 

Confira a lista completa: 

1. Guns ‘n’ Roses – Sweet Child O’Mine
2. Eric Clapton – Layla
3. Aerosmith – Walk This Way
4. Michael Jackson – Beat It
5. Motörhead – Ace of Spades
6. Jimi Hendrix – Voodoo Child
7. Queen – Another One Bites The Dust
8. Nirvana – Smells Like Teen Spirit
9. Deep Purple – Smoke on the Water
10. Green Day – American Idiot

Fonte: http://www.clube.fm

40 anos de “Abbey Road” o último e misterioso disco gravado pelos Beatles 2

beatles_abbey_road

Dezenas de fãs se aglomeram todos os dias em uma das faixas de pedestres mais famosas do mundo, em frente aos estúdios da Abbey Road em Londres, para tirar a lendária foto dos Beatles atravessando a rua de mesmo nome, há 40 anos.

Mas agora, neste dia 8 de agosto, os nostálgicos dos “Fab’ Four” vão lotar a emblemática rua para celebrar o 40º aniversário da foto, capa do último disco gravado e considerado o mais importante da banda, também chamado “Abbey Road”.

O ritual se repete a cada dia neste cruzamento, perto de St John’s Wood, no noroeste de Londres. Centenas de turistas se fotografam fazendo os mesmos gestos: em fila indiana, olhar fixos para frente, pernas espaçadas.

Fora o fato de as faixas brancas estarem desgastadas, o cenário quase não mudou. “É um dos raros endereços não alterados da história dos Beatles, onde podemos ter uma ideia do que aconteceu naquela época”, explica um fã californiano.

Popular na época, o bairro se tornou uma área residencial afastada de Londres, cheia de propriedades de milhões de libras.

“É muita gente que vem aqui, gente demais para alguns motoristas que buzinam e gritam palavras nada gentis em inglês”, conta Paul, vendo os turistas demorarem na posa para tirar a foto na faixa de pedestres.

Quinze metros mais longe, no número 3 de Abbey Road, o estúdio de gravação é a segunda etapa da peregrinação. Além dos Beatles, Fred Astaire, Glenn Miller, Pink Floyd, Oasis e U2 já gravaram lá. Mas as milhares de assinaturas e grafites do muro da entrada são dedicados aos Beatles.

Marcelo, um fã brasileiro dos Beatles, está a procura de seu nome, gravado ali há 13 anos. Entre os inúmeros rabiscos, há frases apaixonadas como “Simon and Alice here come together”, “Come together over”, “This is where the magic happened”, em geral resumidas por um título de suas músicas: “Here comes the sun” e “All you need is love”.

Marcelo continua procurando. Sem sucesso. “O guia nos disse que eles pintam o muro seis vezes ao ano”, explicou Lucille. Até as casas vizinhas foram invadidas.

“As pessoas vêem aqui e batem à porta para que os deixemos entrar, mas não temos nada a ver com o estúdio”, contou, visivelmente aborrecido um senhor de 60 anos e morador do número um da Abbey Road.

Acima do cruzamento, o estúdio da Abbey Road instalou uma webcam e, desde 1999, um site convida os fãs a publicar suas melhores fotos.

Christophe e seus filhos estão satisfeitos com as que tiraram. “Agora fazemos um pouco parte dessa foto histórico”, explicou.

Esta foto, causou muito alvoroço pelas supostas mensagens subliminares que trazia. Dentre elas, a morte de Paul McCartney.

Na capa do “Abbey Road” – 1969:

O Funeral – Os 4 Beatles, andando em fila, simbolizam a procissão de um enterro. John , de branco, seria o padre; Ringo, de preto, o agente funerário; Paul é o morto, e Harrisson seria o coveiro

O Carro na Rua – Um carro parece vir em direção a Paul. Ou, como os ingleses dirigem na mão esquerda, parece que o carro já atingiu Paul e segue em frente.

O Carro de Polícia -Um carro de polícia, entre John e Ringo, esta parado. Parece estar atendendo a alguma ocorrência,  como um acidente de trânsito.

O cigarro na mão direita de Paul. Ele era canhoto. Erro do sósia?

Pés descalços – Paul é o único Beatle de pés descalços.Há um costume de ingleses ser enterrado de pés descalços.Detalhe: seus olhos também estão fechados.

A Chapa do Carro (fusca branco) – A chapa de um fusca que aparece à esquerda traz a inscrição LMW 28IF. O LMW poderia significar a abreviação de “Linda McCartney Weeps” (Linda McCartney Chora) ou “Linda McCartney Widow” (Linda McCartney Viúva). O 28IF seria “28 years IF alive”, o mesmo que 28 anos SE vivo, se referindo à idade de Paul à época do disco, se não tivesse morrido. Paul, na verdade, tinha 27 mas, era o dito, em religiões indígenas a idade de uma pessoa é contada a partir da gestação. Então ela já tem 9 meses quando nasce. Logo, Paul teria 28 anos, na época.

O Disco “Abbey Road” foi o último gravado pelos Beatles (1969). “Let it Be” foi o último lançado (1970), mas fora gravado em data anterior àquele.

As músicas:

1- Come Together

2- Something

3- Maxwell’s Silver Hammer

4- Oh! Darling

5- Octopus’s Garden

6- I Want You (She’s So Heavy)

7- Here Comes the Sun

8- Because

9- You Never Give Me Your Money

10- Sun King

11- Mean Mr. Mustard

12- Polythene Pam

13- She Came in Through the Bathroom Window

14- Golden Slumbers

15- Carry That Weight

16- The End

17- Her Majesty

Fontes: http://www.g1.com.br e  www.fotolog.com.br/tracy679/52796753

Michael Jackson – O “Rei do Pop” Resposta

Michael_JacksonEm 16/08/1977,  dois dias antes do meu aniversário de  8 (oito) anos, vi no “enorme” televisor (como tudo parece grande quando somos criança!!) preto e branco que ficava na pequena sala da casa de meus avós paternos, a notícia que Elvis Presley havia morrido. Na ocasião, não sabia quem era nem o que fazia. E tampouco, compreendia a grandeza que ele representava no cenário artistico mundial.  O curioso é que após este fato, passei a interessar-me, pedindo ao meu pai que comprasse um disco (bolachão de vinil) deste cantor. Resultado, passei a ser um novo e fiel admirador do “Rei do Rock”. Hoje, quando escuto suas músicas, retorno ao passado e revivo minha saudosa infância.

No mês de dezembro de 1980, mais precisamente no dia 08, o Jornal Nacional anunciava o assassinato de John Lennon. Tal qual acontecera com Elvis, descobri após esta tragédia a música e o grupo que mais embalou a “minha vida” (e continua): os Beatles.

Hoje, 25 de junho, deixou este mundo aquele que é considerado o terceiro maior ícone da indústria fonográfica em todos os tempos, Michael Jackson. Vítima de uma parada cardíaca em sua casa e com apenas 50 anos de idade.

Diferentemente do que ocorreu com Elvis e Lennon, não seria a partir de agora, com sua morte, que passaria a buscar, conhecer e apreciar suas obras. Jackson foi o “Rei dos anos 80”. Como esquecer de “Ben”, “I’ll Be There”, “Billie Jean”, “beat it”, “Thriller”, “Will You Be There”, e várias outras.

O Mundo da música ficou menor.  Jackson, tal qual  Elvis e Lennon, foi um cometa que passou no plano físico deste mundo por um curto período de tempo (Elvis 42, Lennon 40 e Michael 50), mas cujo brilho permanecerá visível para muitas gerações.

DESCANSE EM PAZ