O Bajulador 4

O bajulador é aquela persona  comum em quase todos os lugares, que apesar de parcos talentos e qualidades morais, utiliza ardis  para manter-se sob o pálio de seus superiores hierárquicos. Estes,  seres que necessitam de objetos sem luz própria a fim de irradiarem de maneira mais ampla seu poder de ação.

O Bajulador  sempre estará ao redor do  patrão, em órbita elíptica,  pronto para servir cafezinho, rir de suas péssimas piadas, apoiar sempre suas críticas e idéias (por mais absurdas que sejam) e abanar rabo como um cachorro débil e servil.

Como é uma pessoa despicienda e seu trabalho é visivelmente infrutuoso , para salvar-se da incompetência, o bajulador  mantém uma relação de comensalismo, onde o excesso de vaidade e a falta de inteligência se compensam na falsidade de elogios.

Não possue idéias próprias, mas costuma apropriar-se das idéias alheias.

Como características de seu caráter podemos destacar a:  maledicência, mentira, inveja, egoismo, covardia…

Fautores do ditado popular” “O saco é o corrimão da vida”, por sua “fidelidade”,  não  raro são agraciados com aumentos de salários, cargos/funções de destaque ou promoções na carreira (Merecimento “Lambe-Botas”).

ISSO É BRASIL!!!


(Parte do texto é de autoria de Bianca Rosolem (www.paginadois.com.br)

(Trata-se de uma obra de ficção. Qualquer semelhança com fato ou pessoa é mera coincidência)